Se você me acompanha nas redes sociais já deve ter notado que tenho o cabelo curto. E, há pouco mais de um ano, decidi deixá-lo crescer. Já passei por esse processo uma vez, há uns 12 anos, e sei como acontece cada uma das etapas até que eu consiga fazer fazer um coque ou rabo de cavalo minimamente decente. Até lá, ainda vou precisar de mais uns vários meses de uma única coisa: paciência.

Se eu queria dormir hoje e acordar amanhã com o cabelo em um lindíssimo bob long? Mas é claaaaaaaaaaaaaaaro que sim. Porém, como colocar aplique está fora de cogitação, só me resta uma coisa: paciência.

Paciência empreendedora

 

E é agora que você se pergunta: Priscila, o que toda essa introdução tem a ver com empreendedorismo? Tem a ver que eu não vou acordar amanhã com o cabelo no comprimento que desejo, pois a natureza exige tempo para realizar esse processo. E também não será de um dia para o outro que seu {e o meu também!} negócio vai crescer, conquistar clientes, ganhar dinheiro e fazer o sucesso que todos nós desejamos. Porque leva tempo. O tempo da natureza: de semear, regar, de crescer e, aí sim, colher. E, tudo isso precisa de: paciência.

Eu posso até querer fazer sucesso da noite pro dia, ganhar três dígitos em menos de um mês. Mas a distância entre meu querer e a realidade é muito grande. Não posso acelerar o processo de crescimento do meu cabelo. Um fio de cabelo saudável crescem em média, 1 centímetro por mês.

O que eu posso fazer para sair logo dessa fase de “cabelinho de Playmobil” é ajudar no processo com alguns tratamentos, como hidratação, ou seja, alimentando e regando meus fios para que eles cresçam um pouco mais rápido.

E posso fazer o mesmo com meu negócio. Alimentá-lo e regalo-lo para que ele alcance as metas e objetivos que tracei. E ter, paciência.

Planejar, criar estratégias de marketing, usar e abusar das redes sociais, realizar networking, participar de eventos, criar relacionamento com meus potenciais clientes são algumas dos “alimentos” que posso oferecer ao meu negócio. E, com isso, ter paciência.

Paciência está {ou pelo menos deveria estar} entre as principais habilidades do empreendedor. Assim como a mulher que decide deixar o cabelo crescer. Saber esperar é diferente de ficar de braços cruzados. Saber esperar, ter paciência, é dizer para a natureza, para o Universo, para o seu íntimo, que você sabe que tudo tem seu tempo. Mas é também não ficar parado. É fazer a sua parte. A paciência é alimentada, também, pelo movimento.