Desde que comecei a estudar e trabalhar com reposicionamento de carreiras e carreiras múltiplas, tenho notado que as pessoas confundem o significado das palavras “carreira”, “profissão”, “trabalho” e “emprego”. Muitas vezes, elas são utilizadas como sinônimos, e essa aplicação nem sempre está correta.

Photo by You X Ventures on Unsplash

Quando não entendemos o real significado das palavras, tendemos a utilizar as expressões de maneira incorreta. Quando isso acontece, corremos o risco de tomar decisões que poderão impactar em nossa vida como um todo.

Vamos às explicações:

Carreira: é a trilha que você dá à sua vida. É uma jornada profissional onde você escolhe os caminhos que serão percorridos. Ela pode acontecer na sua área de formação (um jornalista trabalhar em uma redação de jornal, por exemplo, um arquiteto atuar em um escritório de arquitetura) ou não. Cada vez mais, ainda mesmo durante a formação, os estudantes buscam ampliar os horizontes e identificar outras possibilidades de carreiras que fujam da opção tradicional que todos conhecemos.

Outro ponto que devemos destacar é que, segundo estudiosos de carreira do mundo todo, o perfil de profissionais que se identificam como “Carreiras Múltiplas” terá espaço cada vez maior nas empresas e no mercado de trabalho. Ou seja, podemos fazer faculdade de Psicologia, atuar em Recursos Humanos e, em paralelo, dar aulas na universidade.

Uma das tendências do futuro do trabalho apresentada na e-formação Profissões do Futuro, ministrada pelo O Futuro das Coisas, é que cada um de nós deve criar a própria carreira. As carreiras não são mais lineares e as organizações vêm investindo cada vez menos tempo e recursos nesse planejamento. 

Profissão: é o curso que você escolheu fazer, seja na faculdade ou em curso técnico. Eu sou jornalista, minha irmã é nutricionista e meu irmão é engenheiro da computação. Geralmente, é aquela resposta que damos quando nos perguntam, ainda criança, “o que você vai ser quando crescer?”.

Carreira profissional é o caminho que você trilha. Profissão é sua área de formação.

Trabalho: conjunto de atividades, produtivas ou criativas, que o homem exerce para atingir determinado fim. O trabalho é definido por Karl Marx como a atividade sobre a qual o ser humano emprega sua força para produzir os meios para o seu sustento.

Emprego: é a relação contratual que existe entre o empregado e o empregador. É de onde você “tira dinheiro” para pagar as contas no final do mês. Não é mais nada do que uma prestação de serviços. Você oferece seu tempo e o empregador o remunera por isso ao final do período de contratação.

E qual é o cenário do futuro do trabalho quando compreendemos essas definições? Que se focarmos nossos esforços para manter nossos empregos ou trabalhos, corremos sérios riscos de sermos substituídos pela automação.

“As empresas precisarão redesenhar os trabalhos, saindo da visão limitada de apenas identificar tarefas que possam ser automatizadas, e evoluir para a reengenharia radical de processos, para a releitura do trabalho em torno da resolução de problemas, ao mesmo tempo que desenvolve habilidades nos seus colaboradores.”, trecho da aula inaugural da e-formação Profissões do Futuro.

Segundo a Oxford Economics, até 2030 quase 20 milhões de empregos de manufatura em todo o mundo serão desempenhados por robôs.

Leticia Gasca, autora do livro Cambia Todo – Porque todo cambia (2020)

Compreender a terminologia e suas diferenças é o ponto de partida para dar os primeiros passos no planejamento da sua carreira.

O emprego está deixando de existir e o profissional do futuro terá uma profissão, diversos trabalhos e múltiplas carreiras. Você está pronto para o futuro?